Cesto Indígena Yanomami Sotea M
Cesto Indígena Yanomami Sotea M Cesto Indígena Yanomami Sotea M Cesto Indígena Yanomami Sotea M Cesto Indígena Yanomami Sotea M Cesto Indígena Yanomami Sotea M Cesto Indígena Yanomami Sotea M
R$ 189,00

Descrição:

O Cesto Sotea é feito artesanalmente por mulheres artesãs yanomamis, participantes da Hutakara Associação Yanomami, fundada em 2004 na Aldeia Watoriki. Este cesto é peça fundamental para toda mulher e o conhecimento de como fazer é passado das mulheres mais velhas para as mais jovens.

Detalhes:

  • Feito a mão no Brasil, região Amazônica / Roraima.
  • Dimensões: 42cms de diâmetro e 43cms de altura.
  • Material: Fibra de Arumã com corantes naturais.
  • Este cesto é vendido individualmente.
  • Técnica: O cesto é feito à mão através de um processo de trançado de fibra de Arumã, com corantes naturais.

 Sobre a Organização:

Hutukara Associação Yanomami, fundada em 2004 na aldeia Watorikɨ por iniciativa do líder mundialmente conhecido Davi Kopenawa Yanomami para defesa do território e garantia dos direitos do povo yanomami. A associação com sede em Boa Vista (RR) hoje também existe para viabilizar a comercialização do artesanato e outros produtos da floresta que são alternativas de renda aos yanomami. Hoje a Associação conta com o apoio do Instituto Socioambiental (ISA) para a divulgação e comercialização dos produtos.

*Texto sobre a organização extraído do site Artesol.

Sobre os Yanomami:

Uma das maiores tribos relativamente isoladas na América do Sul que se constitui em uma sociedade de caçadores-agricultores. São cerca de 40 mil pessoas, distribuídas em 550 comunidades, sendo 300 no extremo noroeste da Amazônia Brasileira e 250 no sul da Venezuela. O seu artesanato já era usado em seu cotidiano, na pesca e na colheita, mas hoje em dia além do uso local, os artesãos seguem produzindo peças para a comercialização, que ao longo dos anos se tornou uma das principais rendas do povo Yanomami. Todas as peças são únicas e 100% artesanais, desde a colheita de cipó até o trançado. 

*Fotos: Site Artesol.