Leque Decorativo Mexicano de Palha de Palmeira
Leque Decorativo Mexicano de Palha de Palmeira Leque Decorativo Mexicano de Palha de Palmeira Leque Decorativo Mexicano de Palha de Palmeira
R$ 189,00

Descrição:

Estes leques são tecidos individualmente à mão por um pequeno coletivo de mulheres maias que cultiva a palmeira Jipi Japa, famosa por sua textura fina, delicada e ao mesmo tempo resistente que permite a confecção de objetos flexíveis como chapéus ou leques.

Esta fibra natural, nativa do Campeche, é preparada abrindo as folhas, secando-as ao sol e branqueando para recuperar a cor natural.

Detalhes:

  • Feito a mão no México (Estado de Campeche)
  • Tamanho: Comprimento: 40cm e Largura: 23cm (pode variar um pouco devido à natureza artesanal do produto)
  • Este leque é vendido individualmente.
  • Material: Palha da Palmeira Jipijapa e madeira.
  • Observações: Este é um item artesanal e pode apresentar irregularidades e variações de cor. Essas não são falhas, mas parte do que torna cada peça única.
  • Fair Trade (Comércio justo)
  • Cuidados: Limpe com um pano limpo e seco. Não use produtos de limpeza agressivos ou alvejante. Evite molhar esta peça sob risco de danificar o material. Se isso ocorrer, coloque a peça em um local fresco e seco.

Valores:

  • Impacto Cultural: 
  • Este pequeno coletivo de artesãos cultivam própria matéria-prima para seu processo criativo. A Jipijapa é uma espécie semelhante à palmeira toquilla, usada no Equador para criar os famosos chapéus-panamá. Este material macio, flexível e durável cria obras de arte impressionantes que são tão duradouras quanto lindas. Cada peça personalizada é tecida em uma caverna, que as famílias mantêm em suas respectivas propriedades, para garantir que mantenham umidade fria suficiente para trabalhar em seus projetos de tecelagem em qualquer época do dia ou do ano.
  • Artesanal:
  • O processo de elaboração do leque é totalmente manual, começando pelo cultivo e cuidado da palma e posteriormente cortando-a em finas fibras; a dificuldade de confecção de cada peça depende do corte da folha da palmeira. Uma vez obtida uma boa quantidade de fibras, o fio é cozido para desidratá-la e dar-lhe seu tom marfim característico.
  • Portanto, se você deseja tingir, este é o momento ideal; Fora do forno, as fibras são penduradas ao sol para secá-las, e depois disso, são introduzidas nas cavernas e cenotes que muitos dos habitantes possuem em seus pátios e casas, a finalidade dessa submersão subterrânea é fornecer a umidade necessária para manipular a fibra.
  • Ao tecer, os dedos das artesãs se entrelaçam com tanta rapidez que é quase impossível captar a manobra com o olhar, por breves períodos desviam os olhos do tecido, mas isso não parece afetar o processo; suas mãos têm vida própria e continuam a estrutura sem erros, sem voltar atrás; É assim que se percebe que tecer com jipijapa requer cabeça, habilidade, mas também coração.